lesões

Principais dores nas corridas

Principais dores nas corridas

Quando estamos correndo, podemos dar até 200 passos por minuto. Cada passo faz um impacto que envia uma forte energia através de seus pés, tornozelos, pernas, panturrilhas e joelhos. Essa força é transmitida também aos quadris e até mesmo para o abdômen e região lombar. Eventualmente, todos esses impactos irão inevitavelmente causar um pouco de dor. Para alguns corredores profissionais, a dor é inevitável; já os corredores recreacionais têm problemas para lidar com a dor, pois ainda não estão acostumados nem sabem identificar a gravidade Continue lendo

Fratura de Stress

Fratura de Stress

Dor localizada, de início abrupto, com piora progressiva ? Dor ao final do treino que piora ao longo das semanas ? Cuidado! Pode ser fratura de stress! A fratura de stress é uma fissura no osso decorrente de cargas ou impactos repetidos. Quando este processo ocorre a resistência elástica do próprio osso não funciona. Durante as corridas, os ossos com maior incidência deste tipo de lesão estão localizados nos membros inferiores. São eles: tíbia, metatarsos, fíbula e fêmur. A fratura de stress é desencadeada por Continue lendo

Vida útil de um tênis de corrida

Vida útil de um tênis de corrida

À medida em que usamos nossos tênis de corrida, vamos constatando uma deterioração que não se limita à aparência. Seus materiais, sobretudo os da sola, vão perdendo sua resistência e, após algum tempo, deixam de cumprir o papel atribuído a eles. Embora não haja estudos que demonstrem a ligação entre desgaste e o desencadear de lesões, os tênis de corrida têm uma vida útil presumida e limitada. A depender do fabricante, ela pode variar de 400 a 700km. Essas estimativas variam, e as diferenças são Continue lendo

Síndrome do Piriforme

Síndrome do Piriforme

No mundo da corrida, a lesão faz parte da rotina de todo atleta, sendo ele amador ou profissional. Algumas lesões são mais comuns e assim mais fáceis de serem percebidas pelos atletas e diagnosticada pelos médicos.  Porém, outras lesões são um pouco mais imperceptíveis ou até mesmo confundidas por outras e é exatamente isso o que acontece com a síndrome do piriforme. A síndrome do piriforme trata-se de uma inflamação no nervo ciático que passa para músculo piriforme. Embora seja constantemente confundida com a dor Continue lendo

Canelite

Canelite

Popularmente chamada de canelite, a síndrome de estresse do medial tibial costuma ser um tormento para muitos corredores iniciantes – e, em alguns casos, também para os mais experientes. Processo inflamatório que ocorre na membrana que envolve o osso da canela – a tíbia, a lesão pode ter relação com vários fatores: excesso de atividade, corrida em superfícies duras (asfalto, por exemplo), uso de calçados com sistema de amortecimento inadequado, entre outros problemas ligados a impacto. Tratamento A canelite tem que ser olhada com um Continue lendo

Dicas para se manter com as articulações saudáveis na corrida

Dicas para se manter com as articulações saudáveis na corrida

Quando seguimos uma rotina de treinos e provas, é normal que nosso corpo apresente um desgaste físico. Ninguém está imune a isso. É frequente que corredores tenham alguns problemas nas junções entre ossos e músculos. Entre as articulações mais comprometidas estão: quadris, joelhos, coluna vertebral, tornozelos e dedos do pé. É importante saber que nem sempre este desgaste está ligado ao quanto você corre. Atletas profissionais que treinam todos os dias ou até mesmo corredores armadores, que praticam exercícios uma ou duas vezes por semana, Continue lendo

A relação do corredor com a dor

A relação do corredor com a dor

Ignorar a palavra dor quando corremos é se enganar. Por menor que ela seja, sempre estará presente. Complicado é saber quando a dor é fruto da fadiga ou de algum problema do organismo. É nessa dúvida que mora a contusão. O desenvolvimento é quase sempre gradual, e segue os seguintes estágios: No primeiro momento você sente a dor somente após algumas horas do término do treino. Em um segundo momento a lesão já causa desconforto, é sentida durante o exercício, mas não é incômodo o Continue lendo

Dor no calcanhar : fascite plantar e esporão são as causas mais comuns

Dor no calcanhar : fascite plantar e esporão são as causas mais comuns

Descubra quais são os sinais, sintomas e tratamentos para os seus pés A dor no calcanhar é um dos motivos mais freqüentes de atendimento ortopédico, principalmente nos atletas. Ela pode ter várias causas, sendo uma das mais freqüentes a fascite plantar, que nada mais é que a inflamação da fáscia plantar e o esporão do calcâneo. A fáscia plantar é uma aponeurose (tecido que recobre a musculatura) da planta do pé que se estende do calcâneo aos dedos ela ajuda a manter o arco plantar. Continue lendo

Frio ou Calor – Qual é o melhor para cada tipo de lesão ?

Frio ou Calor – Qual é o melhor para cada tipo de lesão ?

Não existe uma única solução para todas as quedas, contusões, escorregões e tombos que podem acontecer durante um treino. Às vezes, é melhor aplicar calor na lesão, em outras, o remédio é gelo (e, em alguns casos, a combinação de ambos resolve o problema). Para a maioria dos ferimentos sérios, o gelo controla a dor e a inflamação, mas há várias exceções. Confira abaixo algumas dicas. Virilha, quadril e músculo posterior da coxa: gelo e, após dois dias, calor Essas distensões são causadas pela ruptura Continue lendo

Contratura x Estiramento x Distensão muscular

Contratura x Estiramento x Distensão muscular

Uma dúvida muito comum, sobretudo no meio esportivo, é decorrente ao termos que se referem às lesões musculares. Dentre os mais erroneamente utilizados, destaco a contratura muscular, o estiramento muscular e a distensão muscular, que são empregados demasiadamente de forma incorreta em determinados casos. Vejamos as DIFERENÇAS entre elas … CONTRATURA MUSCULAR A contratura muscular ocorre quando um pequeno grupo de fibras musculares se contraem de forma não voluntária (espasmo), o que causa dor localizada. São provocadas pelo aumento persistente do tônus muscular a níveis Continue lendo