Felizes os que tentam

Felizes aqueles que aprenderam a ser fracos.

Que não precisam se impor para conquistar nada porque sabem que, pela imposição não se conquista, mas amedronta.

Felizes aqueles que aprenderam a se desculpar.

Esses sabem que quando a palavra “me desculpe” vem carregada de sincero arrependimento, é possivel mover montanhas.

Felizes aqueles que procuram se alimentar do que é bom.

Se a boca fala sobre o que o coração está cheio, somos aquilo que nos alimenta, atrai, instiga e motiva. No fim das contas, todos os nossos passos tendem a seguir na direção daquilo que, antes nos conquistou, e depois se instalou na alma.

Felizes aqueles que buscam a sabedoria.

Por saberem que, mais do que inteligência, a sabedoria lhe dá capacidade de discernir as palavras, ler os olhares, interpretar o espirito das coisas.*

Felizes aqueles que não tem medo de errar.

É melhor errar tentando acertar do que ficar paralisado por medo.

Felizes aqueles que buscam aumentar suas percepções.

A vida passa por nossos sentidos com muito mais sutileza do que pensamos. Perceber seus movimentos, inverter os sentidos, olhar o que ninguém vê, muitas vezes, ajuda a enxergar o caminho.

Felizes aqueles que sabem que os excessos fazem mal.

Em tudo o equilibrio é mais adequado do que de menos ou de mais.

Felizes aqueles que sabem que o amor é graça.

Pois, se é graça, não há absolutamente nada que eu faça que aumente ou diminua o amor porque ele simplesmente é.

Felizes aqueles que vivem em cada dia seu próprio mal.

Sabendo que, por pior que as coisas sejam, nada supera a força que temos para suportá-la e superá-la.

Felizes aqueles que entenderam que o valor das coisas não está no tamanho, mas no que ela é.

Esses já sabem que o poder é relativo e que geralmente as pequenas coisas são mais valiosas.

Felizes aqueles que buscam o conhecimento ao invés do poder.

Se ja abriram mão de serem poderosos, conhecerão o verdadeiro poder.

A vida é feita de pequenas coisas e a melhor viajem é de dentro pra fora.

Se entender e praticar a vida assim é tão difícil, felizes os que, pelo menos, tentam.

Fonte : texto de Flavio Siqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *