Exercícios e Saúde

A prática da atividade física está associada à prevenção das principais doenças cardíacas por contribuir para reduzir alguns fatores de risco como excesso de gorduras e vida sedentária.

A prática constante de exercícios físicos só tem efeito duradouro sobre as gorduras sanguíneas enquanto for mantida a regularidade.

Nos atletas, por exemplo, os níveis do HDL (colesterol bom) são bem elevados.

O tratamento do colesterol elevado não deve ser feito somente por meio da atividade física.

A reeducação alimentar e medicação controlada completam o “trio de ferro” desse tratamento.

Quanto à intensidade dos exercícios, não são necessários programas vigorosos em exagero para a promoção da saúde, uma vez que a maioria dos benefícios é obtida com níveis moderados de exercício como caminhar por 30 minutos, quatro a cinco vezes por semana ou 60 minutos, três vezes semanais, na velocidade de 100 metros entre 60 e 100 segundos, associando ao fortalecimento muscular por duas vezes semanais.

Para executar os exercícios devem ser tomados certos cuidados para alcançar os benefícios desejados e evitar riscos:

- Exercite-se apenas enquanto estiver bem;

- Inicie e termine um exercício sempre de forma gradativa. Evite parada abrupta;

- Interrompa a atividade sempre que surgirem sintomas, mesmo discretos, de algum problema de saúde(azia, queimação no estômago, palpitações, falta de ar, etc.);

- Respeite seus limites individuais. Não os ultrapasse;

- Evite exercícios vigorosos após as refeições;

Não considere o suor como sinal de limite de um exercício físico.

Com a idade diminui a quantidade de glândulas produtoras de suor e, em consequência, calor e esgotamento físico poderão chegar antes de aparecer à sudorese.

Fonte: Hospital do Coração/SP

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.