Crioterapia após os treinos ou provas

A recuperação muscular é parte fundamental na rotina de um corredor.

Sem o devido cuidado antes e depois dos treinos, a musculatura desgastada pode sentir dor e sofrer lesões capazes de afastar o atleta do esporte por longos períodos.

Uma técnica que ajuda no processo de regeneração é a crioterapia, que consiste na aplicação de gelo nos membros inferiores após treinos e provas.

A corrida provoca uma inflamação leve, que faz parte do processo normal de recuperação muscular. A aplicação de frio nas áreas que sofreram desgaste contrai o vasos sanguíneos e diminui a circulação, reduzindo a dor e diminuindo esta inflamação. É um jeito, portanto, de acelerar a recuperação de maneira natural.

De acordo com vários estudos, o procedimento é indicado para corredores de todos os níveis. Você pode fazer a crioterapia tanto depois de um treino de 5 km quanto após um longão de 32 km …

Não é preciso ter uma piscina ou banheira para encher de gelo fazer uma sessão de terapia a frio.

crioterapia

Veja como realizar a técnica onde estiver.

 

Saco de gelo

É o modo mais tradicional e que, provavelmente, você já tenha feito em casa.

Basta colocar alguns cubos de gelo em um saco plástico e aplicar na musculatura desejada, mantendo por 20 minutos.

Não é necessário um tempo maior do que isso, mas o método não faz efeito em aplicações com menos do que 20 minutos.

Tome cuidado para não queimar a pele com o gelo – coloque um pano ou toalha fina entre o corpo e a embalagem de gelo.

 

Imersão

Antes exclusividade de atletas de elite de todos os esportes, este tratamento é bem comum em corridas de rua.

O atleta deve mergulhar as pernas em uma banheira ou recipiente com água gelada.

O equipamento filtra e gela a água de maneira uniforme, fazendo com que tanto os pés quanto a coxa, por exemplo, fiquem imersos à mesma temperatura.

O tempo de permanência e a temperatura da água são temas bastante estudados, mas ainda não há um consenso científico.

Por experiência, indicamos um tempo médio de 7 a 10 minutos, com água entre 10 e 15 graus.

 

Spray de gelo

Comum em partidas de esportes coletivos e de contato, como o futebol, este tipo de tratamento é mais indicado para tratar contusões.

Aplique o spray por uns três segundos no local da dor e espere.

Aplique mais, caso necessário, mas lembre-se de não exagerar e manter uma distância de 10 a 15 centímetros da pele para não causar queimadura.

 

Bolsa de gel

Vendidas em farmácias, essas bolsas são práticas, mas são contra indicadas.

Quando colocado no congelador, este gel atinge temperaturas muito mais baixas do que zero grau, e aplicar na pele pode causar queimaduras sérias.

Adicionar a crioterapia à sua rotina de recuperação pode ser interessante.

Para que o processo seja completo, é interessante que o atleta mantenha uma alimentação saudável e procure outros tipos de tratamento, como a liberação miofascial (um tipo de massagem relaxante) e roupas de compressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.